maguinha

 
 

Earth & Sky/Terra & Ceu

Terra de Ninguem (No One's Land)

02:51
Maguinha
2005-00-00
Marcos Valle and Paulo Sergio Valle

Lyrics

Segue, nessa marcha triste seu caminho aflito

leva só saudade e a injustica que só lhe foi feita

desde que nasceu pelo mundo inteiro - que nada lhe deu!

Anda, seu caminho é longo

cheio de incerteza tudo é só pobreza,

tudoé terra morta, onde a terra é boa

o senho ré dono - não deixa passar!

Pára, no final da tarde, tomba já cansado

Cai o nordestino, reza uma oração

pra voltar um dia e criar coragem

pra poder lutar - pelo que é seu

Mas, o dia há de chegar em que o mundo vai saber

Que não se vive sem se dar

Quem trabalha é que tem direito de viver

pois a terra é de ninguém

 

Translation:

He goes on with his sad march, his troubled journey

Taking with him memories and the injustice

That has been done onto him since his birth

By a world that gave him nothing

He walks, his road is long, filled with uncertainty

All is poverty, all is dead land

Where the land is fertile, the owner is master

And the fence keeps him out.

The Northeastern stops, at the days end,

Stumbles exhausted, falls and says a prayer

That one he will come back

With the courage to fight for what is his

But the day will come when the world will know

That we cannot live without giving

Those who work have the right to live

Because the land belongs to no one